Perdida – Um Amor que Atravessa as Barreiras do Tempo (Carina Rissi)

– Você abandonou toda a sua vida por mim? – indagou apavorado.

– Não! Eu abandonei todo o resto para ficar com a minha vida! – eu o corrigi.

 

 

Perdida, de Carina Rissi, é um romance de época diferente de qualquer outro que você tenha lido, pois consegue misturar nossa contemporaneidade com o remoto século XIX com perfeita maestria. A autora nos apresenta à Sofia, uma mulher moderna que, mesmo com seus 20 anos, não consegue nem mesmo se alimentar sem a tecnologia. Um dia, seu valioso celular sofre um acidente no banheiro e ela se vê forçada a substitui-lo o quanto antes. Ao passar por uma loja e se deparar com o objeto tão desejado em sua vitrine, Sofia se vê obrigada a comprá-lo ali mesmo. A vendedora lhe vende um celular mais simples mas que, segundo ela, teria tudo que Sofia precisa. No caminho de casa, nossa protagonista acaba tropeçando em uma pedra e, após uma luz cegante vinda do celular, se encontra em um cenário completamente diferente – o século XIX! Ela fica assustada e perdida ( 😉 )e é aí que conhece Ian – um cavalheiro que logo a ajuda, achando que a moça tivesse sido assaltada, levando em conta suas vestimentas (regata e uma saia) inapropriadas para a época. Ele a acolhe em sua casa e lhe oferece toda ajuda necessária.

No decorrer da história vemos Sofia atrás de respostas e se apaixonando por Ian, um sentimento mais que recíproco. Porém ela sabe que não pode se apegar àquela época, pois havia pessoas que se preocupavam com ela, além do emprego que pagava sua conta todo mês. Sofia mergulha em um mar de pistas e, com o passar do tempo, chega cada vez mais perto de voltar para casa. Quando o momento chega de forma repentina, ela se vê com receio de voltar, sem querer deixar tudo o que conheceu naquele século para trás. Mas sua vontade não é levada em conta, e ela se vê mais uma vez no século XXI.

Novamente em seu tempo ela percebe que, mesmo com todas as dificuldades que enfrentava todos os dias com a falta de tecnologia, tudo de que Sofia precisava estava no passado – Ian. E esta se torna sua nova jornada: voltar para o homem que possuí seu coração.

Resenha: Assassinato no Campo de Golfe – Agatha Christie

 

Novamente nos deparamos novamente com Hercule Poirot, o extravagante detetive belga (mesmo que muitos o julguem francês), juntamente com seu ‘companheiro’ Arthur Hastings, cujo ponto de vista é o que narra a história.

Poirot recebe uma carta misteriosa e desesperada de um milionário monsieur Renauld, que acredita que sua vida corre sério perigo, e Poirot e seu amigo rapidamente se dirigem para o destino da carta – França. Mas ao chegar lá, descobrem que o homem havia sido assassinado na noite passada, apunhalado pelas costas num campo de golfe, com uma cova recém aberta a seu lado.

Esse foi o primeiro livro da Agatha que eu li (e peguei aqui no Clube mesmo), e mal terminei e já queria ler de volta por estar sentindo falta haha. Eu nunca tinha lido um livro dela antes, então estava receosa de a narrativa não me cativar, mas ela fez totalmente o oposto. Mesmo achando que sabia a forma que Poirot trabalhava, ele ainda me surpreendia a cada capítulo, prestando atenção à todos os detalhes importantes, invisíveis aos olhos de qualquer outra pessoa. Li em menos de uma semana e arregalei os olhos com a explicação detalhada do crime, de forma que não ficasse claro apenas à Hastings o que e como aconteceu, mas ao leitor também.

Posso afimar, sem receio algum, que Agatha Christie vale muito a pena.

Resenha: Capitães da Areia – Jorge Amado

 

Esse clássico da literatura brasileira faz jus à sua fama. O romance de Jorge Amado narra a história de um grupo de meninos órfãos que vivem nas ‘ruas’ (mais especificamente, num trapiche) da Bahia. São garotos muito novos, o mais velho e líder, Pedro Bala, tendo apenas 15 anos. Além de Pedro, outros integrantes vão sendo apresentados ao longo do livro. É uma obra onde não temos um personagem principal, mas um grupo deles.

Jorge Amado conta a vida que eles levam fielmente, nos apresentando um novo ponto de vista para que possamos entender a dura realidade que eles enfrentam todos os dias. Esses meninos praticam pequenos furtos e roubam, além de amendrontar os moradores de rua. Em nenhum momento o autor tenta justificar os roubos, apenas apresenta ao leitor o que influencia diretamente essas decisões.

Resenha: A Maldição do Tigre

A Maldição do Tigre – Colleen Houck

 

   Em A Maldição do Tigre conhecemos a protagonista Kelsey Hayes, que ficou orfa ainda nova e vive com seus pais adotivos. Ela está atrás de um emprego de verão, e acaba conseguindo um em um circo que estava de passagem em Oregon, sua cidade. Seu trabalho era relativamente simples: ajudar em certas tarefas e alimentar os animais do circo – alguns cães e um majestoso tigre branco.

   Sem nem perceber, Kelsey acaba criando uma forte ligação com o Dhiren, o tigre, passando cada vez mais tempo em sua companhia. Em uma de suas visitas à jaula do mesmo ela encontra o Sr. Kadam, um homem simpático de idade que se diz interessado em levar o tigre para uma reserva, e lhe oferece uma ‘promoção’: acompanhar Dhiren – ou Ren, como passara a chamá-lo – em sua viagem à Índia, garantir que ele esteja bem cuidado e adaptado e então retornar para casa. Kelsey aceita sem suspeitas (algo que pessoalmente me incomodou, mas tudo bem a gente deixa isso passar) e segue nesta viagem.

Ja na Índia, a meio caminho da reserva, Kelsey se vê roubada, sem suprimentos e com um enorme tigre branco solto a seu lado, que repentinamente se transforma em um homem. E que homem. Confusa e assustada, ela ouve o que ele tem a dizer. No fim das contas, a lenda que ela ouvira uma vez sobre o Príncipe indiano era real. Ele e seu irmão foram amaldiçoados e forçados a forma de tigres, podendo se transformar em homens novamente apenas 24 minutos por dia. Ren lhe conta a historia e implora por sua ajuda, dizendo que ela pode ser sua única esperança de quebrar a maldição e se libertar.

 

Resenha: Zac & Mia – A.J. Betts

Zac & Mia – A.J. Betts

 

Livro: Zac & Mia
Autor(a): A. J. Betts
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288

   Zac tem leucemia e está internado em observação à mais de quatorze dias após ter recebido um transplante de medula que poderá finalmente mudar sua vida. Com a companhia da mãe, seus jogos de palavras cruzadas e seu laptop, o adolescente de 17 anos está contando os dias para deixar o hospital e voltar para casa e para longe dos tratamentos e observações constantes dos médicos. Porém antes de receber alta, Zac recebe a notícia de que outro paciente está sendo instalado no quarto ao lado, mas diferente dos idosos que costumam chegar, o quarto é ocupado por uma menina de sua idade. Seu nome é Mia, e diferente de Zac, a menina reclama o tempo inteiro, grita com a mãe e escuta Lady Gaga a todo volume. Incomodado com o volume da música no quarto ao lado, Zac começa a comunicar-se com a menina através de tapas e socos na parede, mas quando recebe uma solicitação de amizade de Mia através do facebook é que Zac começa a descobrir e entender mais sobre a nova colega.
   Mia é linda, filha de mãe solteira e garota mais popular da escola. Com seu grupo de amigos descolados e o namorado perfeito, a garota costumava ser o centro das atenções de todos e só pensava em curtir a vida. Sem preocupar-se com os conselhos da mãe e com a constante dor em seu tornozelo, Mia não aceita quando é diagnosticada com osteosarcoma. A partir daí a personagem começa a viver em negação, culpando tudo e todos que tentam chegar perto o suficiente para tentar ajudá-la.
   Contada pelo ponto de vista de Mia e Zac, acompanhamos a doença dos personagens em diferentes estágios e a amizade que vai surgindo entre eles. Enquanto Zac está finalizando o tratamento e voltando para casa mais saudável, Mia está apenas no início, e com isso precisa passar por diferentes estágios da quimioterapia. Nesse momento a menina precisará de apoio e paciência para conseguir a força necessária para manter-se confiante a cada sessão – mesmo quando seus cabelos caem, ou quando não há forças para andar ou continuar a existir.
   Para quem busca um romance sensível e envolvente, certamente irão se emocionar com a história criada por A.J. Beatts.

Resenha e Recomendação: Anjo Mecânico

 Anjo Mecânico – Cassandra Clare

“Sempre se deve ter cuidado com livros – disse Tessa -, e com o que está dentro deles, pois as palavras têm o poder  de nos transformar.”

Anjo mecânico apresenta o

mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso da Cassandra Clare (❤). Nesse primeiro volume a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando

chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobre que é dona de um poder capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo.

Tessa acaba sendo acolhida pelos Caçadores de Sombras ao ser encontrada por Will Herondale, um caçador quase que imprudente que desperta a curiosidade de nossa protagonista. Ao ser levada para o Instituto, onde os caçadores locais se instalam sem que os mundanos os enxerguem, Tessa conhece as pessoas que virão a mudar completamente sua vida: Charlotte Branwell, a diretora do Instituto e seu esposo, Henry; Jessamine Lovelace, tutela do Instituto; e ouso dizer o maior acerto de sua vida – juntamente com Will – James Carstairs.

Continue reading “Resenha e Recomendação: Anjo Mecânico”