Livro Sútil arte de ligr o Fod*-se

A Sútil arte de Ligar o Foda-se / Mark Manson / Nota 5 🌟/ Editora Intrínsica 📃Sabe aquele livro inusitado, diferente, que seje fora do comum, simplismente
algo diferente para ler. Aí que entra esse livro. com uma leitura que flui muito bem,
muito verdadeira e realista, aonde aborda que em meio de uma sociaedade que evolui
constantemente e sempre está impondo que “você tem que ser isso”, “pensar aquilo” , “ser melhor que fulano” , “ter mais que sicrano”, mas não é bem assim. Que apesar de tudo
não condiz com a realidade de ninguém, e que temos que ser livres, para saber fazer escolhas,
viver sempre com as nossas limitações, e superar cada desafio por nosso próprio esforço. 📃Sem que ninguém venha impor dificuldades, ou que não conseguiremos fazer algo, duvidando
e fazendo nós mesmo duvidar do nosso poder próprio. 📖Uma frasse ue destaca bem esse livro é:
*Se você deseja mudar sua forma de ver os problemas,
precisa mudar os valores e/ou sua forma de medir fracassos e sucessos.* 📃Livro que elevou minha alto estima, e que sempre conseguimos forças e muito mais para
conquistar nos objetivos sempre.

Série Safe

Safe / Original Netflix / Nota 5

Série Curtinha só com 8 episódios, conta história de um cirurgião,
que perdeu sua esposa, e tenda lidar todos os dias com a tristeza,
e tentando lidar e aprender ter um relacionamento confiável com
suas filhas, mas um mistério acontece que coloca a vida dessa
família que coloca a vida até dos vizinhos de cabeça para baixo.
E eventos mais estranhos começão aparecer numa vizinhança,
que é super tranquila. E acaba tendo um conflito enorme entre pai
e filha.
Amo o mistério que envolve essa série.

Rei Leão

#resenhafilme_leiturasdacintia

Rei Leão O Filme / Disney /

 

Mais uma adpatação para filme sensacional,
aonde Simba tem que superar assuntos tristes,
descobrir como crescer e retornar para sua aldeia
como líder de sua família. Com seus amigos que
conhecem pelo caminho, ele consegue voltar ao seu reino.
Entre muitos acontecimentos, um filme que aquece o
coração, para quem tem o desnho como boa recordação
da infância. Achei que o Filme não deixou a desejar.

Aladdin

{#resenhafilme_leiturasdacintia} 🎬Alladin / Disney / 5✭🎬

 

Uma das melhores adaptação para filme que ja assisti.
Contando a história de Alladin, um jovem Humilde, que junto
com seu Macado de estimação para sobreviver, acaba furdando
alguns objetos para sobrevier. Até conhecer a Princesa Jasmine,
e ao invadir o castelo, acaba obtendo a possibilidade de encontrar a
lâmpada mágica, e sem mais spoiler, amei o filme. O Will Smith como
gênio da lâmpada sensacional, por algum tempo não conseguia ver o Will
em outro papel que não fosse o gênio.
Amor eterno por esse filme.💗

Curiosidades sobre Senhor dos anéis

Resultado de imagem para O senhor dos aneis

 

 

1. Tyler achava que os elfos não tinham ‘partes íntimas’.

Contando como achava misteriosa a espécie que interpretou em “Senhor dos Aneis”, Tyler disse ao jornal britânico Sunday Express, em 2002: “Eles não dormem, não comem, nem sequer sabemos se eles têm partes íntimas”.

“Talvez eles sejam como Ken e Barbie. Você levanta a roupa e não tem nada lá.”

2. O que pode explicar por que, quando recebeu o primeiro protótipo de Arwen, Tyler tirou a roupa da boneca para ver se ela era anatomicamente correta.

Tyler conversou com a Pavement Magazine em 2002 sobre a boneca, dizendo: “A primeira coisa que fiz foi tirar a roupa dela, como a gente faz quando é criança”.

O entrevistador perguntou se o brinquedo era anatomicamente correto, ao que Tyler respondeu: “Os peitos eram legais. Maiores que os meus”.

Ela continuou: “Mas aí não conseguia colocar as roupas de volta… Tive de devolver a boneca pelada na caixa. Ligue para dizer: ‘Desculpem. Não sou esquisita, só não consegui colocar o vestido de volta’”.

3. Os atores da Irmandade fizeram tatuagens da trilogia juntos.

Em 2003, o IGN entrevistou Tyler e Orlando Bloom e perguntou sobre o boato de que os integrantes da Irmandade tinham feito a mesma tatuagem juntos. Bloom disse que era verdade, e mostrou a tatuagem em seu pulso.

“Significa nove na língua dos elfos e representa [o fato de que] eram nove na Irmandade”, disse Bloom.

Mas, na realidade, só oito dos atores principais fizeram a tatuagem. John Rhys-Davies – que interpretou Gimli – deixou seu dublê fazê-la em seu lugar.

Elijah Wood disse à ABC News em 2001 que o grupo “fez [as tatuagens] uma semana antes de terminarmos”.

4. Peter Jackson fez Tyler atuar com uma bola de golfe rosa choque, que depois foi substituída por outros personagens.

“Na sequência toda eu estava falando com o Rei Wraith”, disse Tyler à revista Starlog Magazine em 2001 sobre uma cena, “mas na verdade eu estava falando com uma bola de golfe rosa choque que estava num trilho, com duas câmeras apontadas para mim e Peter dizendo o que estava acontecendo. Tive de inventar tudo, reagir e tentar fazer a situação parecer real”.

Tyler deu mais detalhes numa entrevista ao IGN, em 2003. “Foi como atuar com uma bola de golfe rosa o tempo inteiro. E Peter tinha essas explicações incríveis e grandiosas sobre o que estava acontecendo”, disse ela. “Ele queria que a gente estivesse sem ar o tempo todo. Eu ficava correndo em volta do estúdio o tempo inteiro.”

5. Havia um boato de que o exército inteiro da Nova Zelândia faria ponta no filme, mas as tropas acabaram convocadas para uma missão no último minuto.

Uma reportagem da revista New Woman Magazine de 2001 mencionou o seguinte na introdução: “Os extras incluíam o exército da Nova Zelândia quase inteiro (eles foram mandados para Timor Leste no último minuto numa missão de manutenção da paz)”.

Mas aparentemente pelos menos alguns militares neozelandeses fizeram pontas. Um artigo da BBC de 2001 revelou que a população do país achou que os soldados estavam sendo explorados, por receber pouco dinheiro pela participação no filme.

Onze anos depois, um soldado participou de um AMA do Reddit e disse que fez uma ponta no filme.

6. Bloom estava preocupado com o que J. R. R. Tolkien diria da cena em que Legolas desliza em cima de um escudo.

Em uma entrevista para promover “Senhor dos Aneis: O Retorno do Rei”, Bloom foi questionado sobre que pergunta faria a Tolkien se tivesse a oportunidade.

Bloom brincou: “Se ele ficaria incomodado quando deslizei numa escada em cima do escudo Uruk-hai. Se isso seria algo que um elfo faria”.

Bloom, que fez o papel de Legolas, disse que estava orgulhoso da cena e que ela funcionou no filme, mas que estava preocupado, pois os fãs poderia achar a ideia uma coisa “não muito Tolkien”.

7. Tyler aprendeu foneticamente como dizer suas falas na língua dos elfos, mas não aprendeu a língua.

Em uma entrevista à Flaunt, Tyler disse que a língua é “incrível”, acrescentando: “É uma língua legítima. Existem poucas pessoas no mundo que sabem falá-la, como professores de Oxford. É uma língua linda”.

Mas em uma entrevista à revista Total Film Magazine, em 2002, Tyler admitiu que não aprendeu a falar a língua dos elfos. “Não aprendi, como aprenderia italiano ou algo parecido”, disse Tyler. “Mas passei muito tempo aprendendo os sons das vogais.”

Ela explicou à revista Empire que “havia basicamente um 0800-elfos. Tinha esse homem, acho que era um professor de Oxford. Ligávamos para ele pedindo tradução. Sempre anotava a fala com uma tradução em inglês, para entender o que tinha de falar”.

8. Tyler teve pesadelos com orcs por causa de suas cenas.

m 2011, Tyler falou à BBC sobre seus pesadelos, explicando que sua casa não ajudava.

“Quando fui pela primeira vez [para a Nova Zelândia], morava nessa casa enorme, num penhasco sobre o mar”, contou Tyler. “Venta muito em Wellington, o tempo todo, e as casas não estão preparadas. São como cabanas de praia. Tudo treme, o tempo inteiro.”

“Comecei a ter pesadelos depois de ler os livros e me envolver com o filme. Uma noite, acordei enjoada e com febre. Ouvi alguém batendo na porta, mas era só o vento. Foi difícil ver tantas coisas assustadoras.”

Fonte: https://www.huffpostbrasil.com/2015/07/29/10-coisas-que-voce-nao-sabe-sobre-o-senhor-dos-aneis_a_21689443/

#sorteio

⚠️ PRIMEIRO SORTEIO DO IG ⚠️ Olá, amores! Em comemoração aos 100 seguidores do IG, resolvi fazer um sorteio super especial, para as autoras das plataformas online! Vamos lá!

Premiações:

1 capa para Wattpad (Dependendo do caso, pode ser para outras plataformas também)
Arte para marcadores

Revisão da história

Banner de divulgação para redes sociais

Resenha da história no IG 💌 Como participar?

Siga as regras: 🔺Seguir a foto oficial (Essa aqui!) 🔺Seguir os IG’s parceiros:
@eillishy
@loreninhaf
@gisalivrosfantasticos 🔺Marcar dois amigos nos comentários, quantas vezes quiser.

O sorteio acontecerá dia 08/10/2019, boa sorte a todos! 💜

#sorteioliterário
#sorteios
#livros
#books
#ebooks

Histórias que Grudam

Vocês tem algum livro que seja tão adorado/intrigante/reflexivo (ou qq outro adjetivo) que já tenham lido inúmeras vezes? Daqueles que você sabe tudo que vai acontecer, mas lê sempre, pq é sempre uma emoção?

Eu tenho alguns, dentre eles: O Caso dos Dez Negrinhos – Agatha Cristhie. Um dos primeiros que li dela, sou apaixonada no desenrolar da trama.

11 livros que todo mundo deveria ler

Os Miseráveis – Victor Hugo

Jean Valjean é condenado a trabalhos forçados por ter roubado um pão em um dia em que os filhos de sua irmã tinham fome. Libertado 19 anos depois, adota outra identidade e transforma-se em um próspero empresário. Perseguido pelo inspetor Javert, é preso, mas consegue escapar. Resgata a pequena Cosette das mãos do terrível casal Thénardier, e vai morar com ela em um convento em Paris. Anos mais tarde, explodem conflitos políticos nas ruas da cidade: a Revolução Francesa.

O Iluminado – Stephen King

O livro conta a história de Jack Torrance e sua família. Ele é um escritor que está tentando se curar do alcoolismo que o fez quebrar o braço de seu filho Danny e agredir um aluno na escola New England, o que custou seu emprego de professor.

Jack, sua esposa Wendy e Danny se mudaram para o resort hotel Overlook, pois Jack começou a trabalhar como zelador de inverno. O passado do hotel é fantasmagórico, Danny é telepata e sensível a forças sobrenaturais, e assim segue uma série de acontecimentos estranhos. O sucesso do livro foi tão grande que o diretor Stanley Kubrick dirigiu um filme de mesmo título, que até hoje é um dos mais marcantes de terror.

Dom Casmurro – Machado de Assis

Este gênero é o mais difícil para escolher apenas um título, já que em todos os outros há um pouco de romance. Porém Dom Casmurro é leitura obrigatória; não há, na história, outro livro que possa ser comparado a ele.

O romance de Bento e Capitu, e a possível interferência do amigo Escobar, contados sob a mente não tão lúcida de Bentinho, nos levam a diversas interpretações. Podem-se fazer inúmeros debates e estudos, mas nunca conseguirá ser provado se Capitu traiu ou não Bentinho, o que faz deste um dos melhores romances de todos os tempos.

As Aventuras de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle

As Aventuras de Sherlock Holmes é uma coletânea de doze contos de aventuras do mais famoso detetive de todos os tempos. Foi publicada em 1892, mas originalmente publicados na revista Strand Magazine, nos anos de 1891 e 1892.

Admirável Mundo Novo – Aldous Huxley

Datado de 1932, o livro narra um “hipotético” futuro onde as pessoas nascem todas de proveta e são submetidas a um condicionamento biológico desde o início. O objetivo é criar uma sociedade harmônica, com leis e regras sociais e organizada por castas. Não havia a ética religiosa nem valores morais, além de elevar Henry Ford ao nível de Deus pela criação da linha de montagem. Consumo, superficialidade, falta de relações afetivas, ausência do conceito de família e velhice, aliados aos efeitos da droga “soma” criam uma comunidade típica e, para os olhos mais atentos, com algumas semelhanças com os tempos atuais.

O Auto da Compadecida – Ariano Suassuna

Este não é um livro propriamente de comédia, mas a forma com que foi escrito faz dele um dos mais divertidos da literatura nacional. O Auto da Compadecida é uma obra constituída pela descrição do cenário do sertão nordestino com muito bom humor.
As peripécias de Chicó e João Grilo retratam a alegria do povo nordestino, que mesmo com as adversidades da vida, não deixa de sorrir e sonhar.

1984 – GEORGE ORWELL

Winston, herói de ‘1984’, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que ‘só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade – só o poder pelo poder, poder puro.

DOM QUIXOTE – MIGUEL DE CERVANTES

O livro traz a história de um ingênuo senhor rural cujo passatempo favorito era a leitura de livros de cavalaria. Na sua obsessão, acreditava literalmente nas aventuras escritas e decide tornar-se um cavaleiro andante. Suas viagens sucedem-se sob a alucinação de que estava vivendo na era da cavalaria; pessoas que encontrava nas estradas pareciam-lhe como cavaleiros em armas, damas em apuros, gigantes e monstros; até moinhos de vento na sua imaginação eram seres vivos. Combatendo as injustiças, o personagem enfrenta situações penosas e ridículas, mantendo, porém, uma figura nobre e patética.

O LIVRO DO DESASSOSSEGO – FERNANDO PESSOA

O narrador principal das centenas de fragmentos que compõem este livro é o ‘semi-heterônimo’ Bernardo Soares. Ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa, ele escreve sua ‘autobiografia sem factos’, sem encadeamento narrativo claro e sem uma noção de tempo definida. Ainda assim, foi nesta obra que Fernando Pessoa mais se aproximou do gênero romance. Os temas, adequados a um diário íntimo, são permeados pelo tom de uma intimidade que nunca encontrará ponto de repouso. Na prosa metódica do ‘Livro do desassossego’, Pessoa criou um mundo; e nele faz fluir todas as suas perspectivas poéticas.

O HOMEM SEM QUALIDADES – ROBERT MUSIL

Nesta que é considerada uma das obras literárias mais importantes do século XX, o autor Robert Musil tece uma intrincada trama centralizada em Ulrich. O personagem vive diversas experiências, viaja ao exterior e, às vésperas da Primeira Guerra Mundial, retorna a Viena, convivendo com os mais diversos tipos humanos. Este romance-ensaio mostra a decadência dos valores vigentes até o início do século passado, marcando a perda de posição da Europa na decisão dos rumos políticos e econômicos mundiais.

O APANHADOR NO CAMPO DE CENTEIO – J.D. SALINGER

Um garoto americano de 16 anos relata com suas próprias palavras as experiências que ele atravessa durante os tempos de escola e depois. Revela o que se passa em sua cabeça. O que será que um adolescente pensa sobre seus pais, professores e amigos?

Curiosidade sobre livros e leitura

Imagem relacionada

 

A maior biblioteca do mundo
Você sabia que a maior biblioteca do mundo fica na capital dos EUA, Washington D.C.? É a Biblioteca do Congresso e ela conta com mais de 155 milhões de livros, jornais, vídeos, revistas e outros artigos.

A biblioteca mais bonita

Eleger uma só biblioteca para esse título não é tarefa fácil. Uma das mais citadas nesse quesito é a Biblioteca do Colégio da Trindade, que fica na Irlanda. Mas ela não é só bonita por fora, por dentro você encontra muito conteúdo com 4,5 milhões de livros, dentre eles o Livro de Kells, um manuscrito feito por monges celtas por volta do ano 800.

Academia Brasileira de Letras 

Fundada em 20 de julho de 1897 por escritores como Machado de Assis, Lúcio de Mendonça, Inglês de Sousa, Olavo Bilac, Afonso Celso, Graça Aranha, Medeiros e Albuquerque, Joaquim Nabuco, Teixeira de Melo, Visconde de Taunay e Ruy Barbosa – tem como objetivo o cultivo da língua portuguesa e da literatur brasileira. Tem como grandes curiosidades o fato de ser a primeira academia do mundo a eleger uma mulher para sua presidência, a escritora Nélida Pinõn, em 1995.

Pioneiro na máquina de escrever

O primeiro livro feito em uma máquina de escrever é do autor Mark Twain, o “Adventures of Tom Sawyer”.

Shakespeare roteirista de cinema

Estima-se que mais de 500 filmes foram feitos a partir das obras de William Shakespeare.

A autora mais traduzida

Agatha Christie acumula 6.598 traduções de contos, romances e peças teatrais, de acordo com dados da UNESCO.

Victor Hugo prolixo

A frase mais longa impressa em um livro vem da obra “Os Miseráveis”, de Victor Hugo, com 823 palavras.

Os livros mais vendidos do mundo

Em primeiro lugar, como livro de ficção, está “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, em segundo vem “O Conde de Monte Cristo” e, na terceira posição, “Um Conto de Duas Cidades”, de Charles Dickens.

Alice censurada

“Alice no País das Maravilhas”, obra de Lewis Carroll, foi proibida de ser vendido na China. A alegação era a de que o livro tinha personagens “animais que falavam”.

Queime os livros!

Ainda bem que esse último desejo não foi realizado! Franz Kafka mandou queimar os manuscritos de “O Castelo”, “O Processo” e “Amerika”, pois não queria que eles fossem lançados.

Página por página 

Na Idade Média muitos livros eram reproduzidos à mão por monges. Eles copiavam página por página, embora muitos fosse analfabetos.

Feriado nacional

A Irlanda é o único país a dedicar um dia para um livro. Em 16 de junho ocorre o Bloomsday, em homenagem a Leopold Bloom, protagonista de Ulisses de James Joyce.

 

Fonte:https://blog.poemese.com/curiosidades-sobre-livros/